logo bannerInformationAcademicsathleticfaq

Cargos e funções
Características do trabalho
Perfil
Requisitos


A presença do adulto

Quando o Escotismo como a se expandir, lá pelos idos de 1908, a partir da publicação do livro Escotismo para Rapazes, baseado nas experiências de vida de Baden-Powell, e principalemente nos resultados do acampamento experimental da Ilha de Brownsea (Inglaterra), não se imaginava que fosse tomar a dimensão que tomou logo, por isso não havia um programa onde a participação do adulto fosse necessária. Era um método concebido para a auto-educação dos jovens; e de um certo modo ainda hoje assim está definido em seu propósito. Mas logo se fez necessário a presença de adultos para orientar os jovens. Todavia o Movimento continuou a ser um movimento para jovens; não se descartando que os adultos também se beneficiam dele, quer seja através do aprendizado de técnicas e habilidades, quer seja através da diversão e ambiente de camaradagem que acompanham as atividades escoteiras, ou ainda por saber-se útil à sua comunidade.

O Trabalho do adulto voluntário no Grupo Escoteiro

O Grupo Escoteiro, e as Seções Autônomas, são as organizações locais que proporcionam prática do Escotismo para os seus membros. São nestas organizações que a maioria dos adultos voluntários desenvolvem o seu trabalho - os níveis regional e nacional também contam com o trabalho voluntário.

Basicamente há duas espécies de trabalhos a serem desenvolvidos junto a um Grupo/Seção; O técnico, que é o trabalho junto aos jovens, e o de apoio, realizado em funções de administração, finanças, relações públicas e institucionais, etc.

 


footer

 

www.000webhost.com